Accueil
Aimé CESAIRE
Frantz FANON
Paulette NARDAL
René MENIL
Edouard GLISSANT
Suzanne CESAIRE
Jean BERNABE
Guy CABORT MASSON
Vincent PLACOLY
Derek WALCOTT
Price Mars
roumain
Tirolien
Alexis
Rupaire
Gratiant
Vieux
Damas
Firmin Antenor
Maunick
Perse
Maximilien LAROCHE
Hoareau
mauvois
manville
honoré
Alain Anselin

Kriol Jazz Festival adiado para data a definir (actualizada)

Kriol Jazz Festival adiado para data a definir (actualizada)

Na sequência do Plano Nacional de Contingência apresentado, esta manhã, pelo governo, a Câmara Municipal da Praia, em conjunto com a Harmonia, decidiu suspender o Kriol Jazz Fest que estava previsto para o mês de Abril.

Em declarações ao Expresso das Ilhas, o vereador da Cultura da Câmara Municipal da Praia, António Lopes da Silva, explicou que "este ano vai haver Kriol Jazz, não vai ser é no mês de Abril", por causa da epidemia mundial de coronavírus que já infectou mais de 117 mil pessoas e causou 4090 mortos, segundo o último balanço, em todo o mundo. 

"Estamos preocupados com a saúde pública em Cabo Verde e já concertamos com a Harmonia, que nossa parceira, e com o governo e vamos suspender o Kriol Jazz", reforçou.

Em comunicado também a Harmonia confirmou o adiamento do evento afirmando que "de acordo com as orientações governamentais, o Kriol Jazz Festival será adiado para uma data a definir".

"Neste momento a organização do KJF está, em conjunto com os artistas e de acordo com o desenvolvimento do Covid-19, no mundo e em Cabo Verde, a analisar qual o melhor cenário para a realização do KJF 2020, assim como quais os procedimentos relativamente, por exemplo, à devolução dos ingressos já adquiridos pelo público", lê-se, ainda, no comunicado. 

Este anúncio surge na sequência das declarações do primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, durante a apresentação do Plano Nacional de Contingência. Durante o evento o primeiro-ministro declarou que "eventos internacionais agendados para se realizarem em Cabo Verde e que reúnam números elevados de participantes vindos de países assinalados com a epidemia “devem ser cancelados até 30 de Junho”.

O Plano de Contingência foi validado hoje e depois, na próxima quinta-feira, será aprovado em Conselho de Ministros “para ter força vinculativa” apesar de já estar em execução, disse o primeiro-ministro.